Os Croods


Quando eu acho que a Dreamworks já me surpreendeu demais ela me aparece com "os Croods". 
Sou um pouco suspeito para falar sobre qualquer produção da DreamWorks Animation, pois sou um grande fã do estúdio desde o grande "Sherek".
O filme conta a historia dessa família, que segue a risca todas as lições de sobrevivência de Grud, o tipico pai super-protetor que conhecemos, mas com a diferença dele ser um homem das cavernas. As lições dele se resumem basicamente em, "não saia da caverna, "o novo é ruim", "a curiosidade é perigosa" e "o medo é bom" e esse medo do "diferente, acaba recaindo sobre a família toda, exceto na sua filha Eep,  a tipica adolescente rebelde que odeia rotina, que quer se aventurar e descobrir o que tem alem do mundinho de constante medo que sua família vive, também conhecido como "a caverna". Eis que um dia enquanto todos estavam dormindo Eep vê uma luz estranha vindo de fora da caverna e resolve sair para   tentar descobrir o que é essa luz. Ela acaba então conhecendo Guy e sua simpática preguiça  Braço (que vale ressaltar é a preguiça mais legal de todos os tempos), ele acaba apresentando o fogo a Eep e lhe fala sobre o "inicio do fim do mundo", que já está acontecendo e acaba destruindo a caverna da família  fazendo com que eles tenham que sair da sua "zona de segurança" e explorem o "mundo lá fora". Guy acaba os liderando nessa jornada pela sobrevivência, por ser o completo oposto de Grud, o pai é claro começa a ficar meio enciumado e se sentindo impotente por conta das ideias que o rapaz tem. Esse conflito de gerações é tratado de uma forma bem leve e bastante cômica  mas que logo é resolvido com algumas cenas meio clichês, mas que mesmo assim tem o seu ar de originalidade.
O filme é bastante equilibrado temos: ação, o romance é claro, nas medidas certas e tudo isso com piadas estrategicamente colocadas em momentos certos . E todos os clichês - exemplo claro é a própria família-  tem o pai super-protetor, a mãe que quer ver todo mundo feliz, o filho bobalhão, a caçula esquisita, a  adolescente rebelde e  a sogra mala - só faz o filme ficar mais divertido e mesmo tratando-se de uma família de neandertais podemos nos identificar em diversas cenas com alguns dos personagens.
A fotografia do filme é simplesmente fantástica e deu pra perceber que equipe brincou de maneira bastante eficiente com a fauna, a flora e todo o cenário do filme, o 3D também trouxe toda aquela magia a mais para o filme, ele esta na medida certa, explora bastante os detalhes e não simplesmente joga as coisas na tua cara. 
É uma historia muito bem contada e de forma bem criativa, algo que acredito que a DreamWorks esteja sempre buscando. Alem de que o filme traz toda uma mensagem sobre sentimentos, relacionamentos familiares, superação do comodismo e descobertas. Uma excelente animação e que vale muito apena assistir, mas se possivel assista em 3D.


Diretor: Kirk De Micco, Chris Sanders
Elenco:  
Produção: Kristine Belson, Jane Hartwell
Roteiro: Kirk De Micco, Chris Sanders
Fotografia: Yong Duk Jhun
Trilha Sonora: Alan Silvestri
Duração: 103 min.
Ano: 2013
País: EUA
Gênero: Animação
Cor: Colorido
Distribuidora: Fox Film
Estúdio: DreamWorks Animation
Classificação: Livre



Share on Google Plus

About Erick Sant Ana

22 anos, também conhecido como o terror das Coca-Colas alheias, hiperativo e desatento é mestre na arte de esbarrar derrubar e quebrar coisas. Leitor compulsivo e portador da doença "não dormi direito, pois estava assistindo séries". A frase que você mais vai ouvi-lo dizer é "To com fome" e tem o péssimo hábito de falar de si mesmo na 3ª pessoa.

2 comentários:

  1. Gosto muito de animação, ainda não vi essa, mas pretendo.

    http://pitadadecinema.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ainda não vi esse!!! Parece ser muito bom....

    ResponderExcluir