#PotterWeek - Harry Potter e o Enigma do Príncipe


Oiiiiii gente!! Estamos aqui mais uma vez, para continuarmos com a #PotterWeek ( o/ )  dessa vez falaremos sobre o Enigma do Príncipe (nem vou comentar que esse post tem muitos spoilers) e claro, relembrar emoções fortíssimas e também engraçadas (*-* Felix Felicis *-*). E diferente dos outros posts faremos muitas, muitas mesmo comparações entre o filme e o livro então preparem-se para um post enorme. Let's GO lol

Harry Potter e o Enigma do Príncipe já começa com a gente descobrindo que o Primeiro Ministro Trouxa sabe sobre o mundo da Magia e que ocasionalmente o Primeiro Ministro da Magia vai visitá-lo, isso pode parecer um pouco insignificante no geral pra história, mas eu achei uma ótima sacada da J.K, mostrar que há uma certa 'contribuição' entre os dois líderes, já que a volta de Voldemort esta afetando também o mundo trouxa, e mesmo não tendo esse encontro entre os ministros, o filme conseguiu retratar bem esse interação entre os mundos só com aquela cena da ponte que ficou fantástica. Em falar no filme o início meio dark foi incrível mostrando que a situação não está nada bem pois foi comprovado que Lord Voldemort está de volta e com a franga toda  a força total (MOMENTO DE FRUSTRAÇÃO pois o filme começa com Bellatrix cantando eu matei Sirius Black ¬¬).
 Mas mesmo com tudo de ruim acontecendo no mundo bruxo, nesse livro (e no filme também) temos uma história mais leve, com mais humor e com uma pitada de romance.
Dumbledore, que pode parecer é um homem um tanto "diferente" para os trouxas aparece na casa dos Dursley (os deixando nada a vontade com a situação ) para buscar Harry em uma missão para convocar um novo professor de poções Horácio Slughorn  ("PELAS BARBAS DE MERLIM!") pois Snape agora é professor Contra as Artes das Trevas e o lugar para dar aulas de Poções estava vago (claro que não é só isso) e depois de muita conversa e de Dumbledore sambando nos feitiços (sério, queria que Dumbledore usasse o feitiço para arrumar minha casa por que né...) e levando a revista de TRICÔ (nada contra mais, enfim...) o professor aceita pois Harry está em Hogwarts e ele adora gente famosa (para ter em sua coleção). Depois de missão cumprida os dois vão até a Toca e Harry fica por lá com todos os Weasleys.
 Em um momento distante e avulso, Snape está fazendo o voto perpétuo para jurar proteção a Draco Malfoy e terminar o que Draco não conseguir (voto perpétuo é uma promessa que você deve cumprir onde se você falhar é pago com a morte). 
Como de costume todos foram ao Beco Diagonal, fazer as compras, e nesse ano a grande novidade que é a  Gemialidades Weasley, a loja que os Gémeos Weasley abriram com ajuda do dinheiro do Premio do Torneio Tribruxo que Harry deu a eles, a loja da um contraste alegre no Beco Diagonal que está um caos por conta dos ataques dos Comensais da Morte.


"Quanto é isso aqui? Cinco galeões. "E quanto custa pra mim?, "Cinco galeões", "Mas eu sou seu irmão" "10 galeões"
Uma coisa que achei insuportável nesse livro foi a obsessão que Harry tem com o Draco, depois que ele começou a suspeitar que o "colega" tinha se tornado um Comensal da Morte, boa parte do livro se trata do Harry  falando de Draco e tentando desmascarar ele de alguma forma, tanto é que quando Draco usa "petrificus totalus" nele no Expresso Hogwarts eu achei um pouco bem feito, é claro que fiquei apreensivo quando quase o trem vai embora e levando Harry devolta pra estação de King Cross, felizmente Tonks consegue achá-lo antes e infelizmente percebemos uma Tonks diferente da que vimos no livro anterior, ela estava depressiva, com seus cabelos com uma cor morta e sem aquela alegria contagiante, Harry (e nós) a principio acredita que isso ocorreu por conta da morte de Sirius, mas mais pra frente descobrimos se tratar de outra coisa. No filme essa cena foi alterada pra Luna achando Harry na cabine por causa dos seus óculos especiais, eu achei um pouco frustrante não darem essa "enfase" pra história da Tonks, mas dá pra entender que não é tãaaao importante pra história ao todo, porém só perdoei isso por que colocaram a Luna e a cena é bem cômica (e eu concordo com ela a respeito do nariz de Harry rs).
Em Hogwarts, por conta de não se matricularem na aula de poções, pois não atingiram as nota exigida Snape nas N.O.M.s da  matéria, Harry e Rony ficam sem fazer nada nos corredores de Hogwarts, mas eles descobrem que como o professor mudou, a nota que eles tiraram são suficientes para eles fazerem a matéria e como não tinham materiais tiveram que pegar os livros usados e Harry pega um repleto de anotações adicionais e anotações de como se deve preparar corretamente  poções e com ajuda desse livro Harry acaba conseguindo ganhar uma competição feita pelo Profº Slughorn e como premio ganha uma poção que deixa a pessoa com muita sorte e meio brisado, a Felix Felicis  que ajuda bastante Harry no futuro.
Dumbledore também começa a dar aulas particulares pra Harry, para tentar prepará-lo para o que está por vir e como derrotar Voldemort, nós (e Harry) descobrimos um pouco sobre o passado do nosso caro Tom e percebemos que desde pequeno ele já tinha o capeta no corpo.
Como já disse no início do post, há um pouco de romance nesse livro, Gina se cansou de correr atrás de Harry e isso faz com que ele comece a perceber que tem sentimentos por ela, mas ele tem receio de que o Rony fique bravo e falando em Rony, ele também começa a namorar, o que deixa Hermione um tanto zangada e toda essa confusão traz um humor mais que perfeito pra história.

Porém pareceu que com esse humor e romance todo na historia, J.K só estava nos preparando pro final desolador que ocorre no final do livro, e pela primeira vez eu não consigo decidir se eu gosto mais dessa parte no livro ou no filme, pois por pouco suor masculino escorreram dos meus olhos na parte onde todos os alunos e funcionários de Hogwarts erguem suas varinhas para sumir com a marca negra do céu.
Eu costumo dizer que Harry Potter e o Enigma do Príncipe, é o livro pra amaciar o terreno para o que está por vir no último livro, pois mesmo com o final mais desolador de todos os outros livros, ele é o que tem a história mais leve e por isso é um dos meus favoritos na saga.


Share on Google Plus

About Alexsandra Ferreira

Alexsandra tem 20 anos, virginiana e universitária, que ama filmes, música e compras, além de desenhar nas horas vagas e cantar (tentar). Quer fazer Ciências Contábeis após a Pós-Graduação e quem sabe, vários cursos voltados para web design, que tem tudo a ver (haha sqn). Sonha conhecer o mundo todo (seja pelos livros ou não), mas parte dele também vale.

2 comentários:

  1. Olá!!!
    Tem selinho pra você lá no blog
    http://costa-amanda.blogspot.com.br/2013/07/selinho.html
    Confere lá

    Insana Realidade *-*

    ResponderExcluir
  2. É um filme muito bom... porém eu penso que erraram um pouco no foco dele... poderiam ter focado na trama de Voldemort e não nas paixões desinteressastes dos alunos rsrs

    ResponderExcluir