O oceano no fim do caminho - Neil Gaiman

Novamente julguei um livro pela capa e me lasquei, sempre que via este livro por ai pensava que tratava-se de algo meio no estilo Augusto Cury e nem me dei o trabalho de ler e sinopse, é claro que sabia que Neil Gaiman é autor de fantasia, pois escreveu Coraline e o um dos quadrinhos de mais sucesso no mundo, Sandman, mas nem me passou na cabeça que esse livro se tratava de um conto fantástico, vai entender. Até que vi uma vídeo-resenha da Tatiana Feltrin, do canal Tiny Little Things, e ela falava como a historia mexeu com ela e a fez reviver sua infância de uma forma que nenhum outro livro havia feito. É claro que fiquei muito curioso pra saber o que tinha mexido tanto com ela na historia, que acabei comprando o livro, e bem... Acabei me apaixonando pela obra de Gaiman.
Já no prólogo vemos um homem com seus cinquenta e tantos anos num velório que acontecia na cidade onde passou a maior parte da infância, após esse velório ele se vê dirigindo até a rua onde morou, a casa onde vivia já havia sido demolida há alguns anos, então ele se viu indo até uma fazenda no fim da rua, onde morava a sua única amiga daquela época, chegando lá ele vai a um lago no fundo da casa que sua amiga dizia que na verdade era um oceano e na beira daquele pequeno oceano ele começa a se lembrar de uma aventura irreal que viveu quando tinha sete anos e um minerador de opala que se hospedou em sua casa se suicidou despertando uma força maligna e assustadora.
Uma das coisas que eu gostei bastante nesse livro foi a forma em que Neil Gaiman pegou diversas referencias de varias outras mitologias e historias, pra montar sua própria mitologia e isso ao meu ver, fez um livro relativamente curto ter uma grande historia dentro de suas paginas. E o fato dele ser narrado em primeira pessoa com o ponto de vista ingênuo e inocente de uma criança de sete anos, contribuiu muito para a grandiosidade da historia, principalmente nas partes onde o garoto faz reflexões sobre o que ele acha e o que ele não entende do mundo adulto.
Muitas pessoas que leram esse livro comentaram que ele as fez reviver um pouco da suas infâncias e eu com minha “mania de achismo”, achei que isso não iria acontecer comigo, por que eu sou relativamente novo e a maioria das pessoas que disseram isso já tinham mais de 20 anos. Novamente eu estava errado, lá estava eu com o livro na mão me lembrando também das aventuras e medos que tinha na minha infância e que foram se perdendo conforme eu ia entrando no mundo adulto. E com o decorrer da leitura percebi que o fato do protagonista da historia não ter sido nomeado (na verdade eu acho que o nome dele é George, leia a ultima linha da pag. 159 que você entendera por que acho isso) foi proposital, Neil Gaiman queria que todos os “verdadeiros leitores” se identificassem com o personagem, ele quis despertar memórias e sensações que estavam esquecidas em nossa mente.
Embora seja uma historia contada de um ponto de vista infantil, não se trata de um livro pra crianças, não que as crianças não vão gostar dele, porém ele é um tanto sombrio e tem reflexões que só são perceptíveis por nós adultos.
A  narrativa é muito leve e fluida e eu como leitor acabei mergulhando na historia de uma forma que não notava que estava virando as paginas e quando terminei fiquei com aquele vazio inexplicável que sentimos quando terminamos de ler um livro muito bom. E agora não vejo a hora de ler mais alguma coisa do Neil Gaiman e me deliciar novamente com sua ótima escrita.









Titulo original: The ocean at the end of the lane
Autor: Neil Gaiman
Editora: Intríseca
Paginas: 208
Ano: 2013
Share on Google Plus

About Erick Sant Ana

22 anos, também conhecido como o terror das Coca-Colas alheias, hiperativo e desatento é mestre na arte de esbarrar derrubar e quebrar coisas. Leitor compulsivo e portador da doença "não dormi direito, pois estava assistindo séries". A frase que você mais vai ouvi-lo dizer é "To com fome" e tem o péssimo hábito de falar de si mesmo na 3ª pessoa.

5 comentários:

  1. Olá eu te indiquei para receber o selinho no meu blog. Confira : http://vibedoentia.blogspot.com.br/2013/08/um-selindo-de-cerejynha-dreams.html

    ResponderExcluir
  2. Adoro o Neil Gaiman, esse tá na minha listinha ;)

    ResponderExcluir
  3. Tenho vontade ler um livro do Neil... li a HQ e assisti o filme de Coraline... e de longe ele é um Cury... rsrs bem de loooooonge...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KK Eu sou apaixonado pelo filme Coraline e ainda não li o livro, mas to louco pra comprar ele e Sandman que eu sei que é fantastico

      Excluir
  4. Mais um livro pra minha wishlist GIGAAAAAAANTE, hahaha. Todo mundo fala do Neil Gaiman, preciso ler alguma coisa dele :)

    Raí ~ http://raiwrites.com

    ResponderExcluir