A Marca de Atena - Rick Riordan

Olá pessoal! Demorei, mas enfim voltei pra falar de "A Marca de Atena", o terceiro livro da série "Os Heróis do Olimpo" do Rick Riordan, pois bem como já é de costume, tenho que lembrá-los que esse post terá alguns spoilers, caso você não tenha lido nenhum dos outros dois volumes da série que antecedem esse.

"A Marca de Atena" começa exatamente onde "O Filho de Netuno" termina, com o Argo II chegando no Acampamento Júpiter, para o tão esperado encontro dos sete semideuses da Grande Profecia e tentar fazer com que os dois acampamentos reúnam forças para combaterem Gaia juntos, o problema é que por conta da enorme rivalidade entre gregos e romanos, os dois lados estão um pouco tensos com esse encontro, principalmente o lado romano, já que o fato de um navio fortemente armado querendo pousar nos limites de Nova Roma, não parece uma forma muito pacifica de fazer contato. Como era de se esperar, graças a alguns monstros enviados por Gaia, esse encontro não dá nada certo e agora as tropas do Acampamento Júpiter  liderados por Octavian querem as cabeças dos campistas gregos. E por conta disso, os sete semideuses mais o Treinador Hedge, tiveram que sair as pressas do Acampamento, para não serem mortos pelos campistas e moradores de Nova Roma.
Pelo titulo do livro já deduzimos que ele terá um foco maior em Annabeth, e é isso mesmo que acontece, pode-se dizer que Annabeth é a personagem principal de "A Marca de Atena" o que não é uma coisa boa, para ela é claro, porque não sei vocês, mas eu não via a hora de saber o que se passa na cabeça da nossa querida sabidinha, já a conhecíamos é claro, mas sempre a víamos pelo ponto de vista de outros personagens, nunca víamos o seu ponto de vista,  e eu achei impressionante a forma com que Rick construiu a personalidade dela, diferente de Percy que é muito impulsivo e age sem pensar nas consequências  Annabeth é bem calculista e pondera muito os seus atos, tentando sempre ver quais são os lados positivos e negativos de tais atos, e sempre pensando duas vezes antes de confiar em alguém  um exemplo claro, é que mesmo Jason tendo passado quase um ano no Acampamento Meio-Sangue, ela não confia totalmente nele. Nesse livro ela vive um certo dilema, já que a sua mãe Atena, está um pouco paranoica, por causa desse negócio de dupla personalidade (romana e grega) e por conta disso passa uma missão a Annabeth: "Siga a Marca de Atena, vingue-me!", o problema é que esse "vingue-me" sugere se vingar dos romanos, mas antigas lendas dizem que o objeto que ela encontrar seguindo A Marca de Atena é a única coisa que restabelecerá a paz entre os Acampamentos, o segundo problema o que é o mais aterrorizante é que ela terá que fazer essa missão sozinha e enfrentar somente com sua inteligência (já que como a própria Annabeth diz é o único poder dos filhos de Atena) um dos seus piores medos e o pior inimigo de sua mãe, e o fato de que vários filhos de Atena já terem sido escolhidos para essa missão, mas nenhum jamais voltou vivo, só piora a situação.

A filha da sabedoria Caminha solitária
A Marca de Atena por toda Roma é incendiária

Gêmeos ceifaram do anjo a vida

Que detêm a chave para a morte infinita

A ruína dos gigantes se apresenta dourada e pálida

Conquistada por meio da dor de uma prisão tecida.
Algo que Rick fez e eu gostei bastante foi que mesmo seus personagens não serem "adolescentes comuns" eles ainda são adolescentes, por mais que eles estejam rodeados de problemas, e que o eles são os únicos que podem salvar o mundo, eles não deixam de ter as características de adolescentes comuns, como medos, inseguranças, ciúmes, um pouquinho de rebeldia e é claro humor sarcástico. Rick também conseguiu desenvolver muito bem o romance nesse livro, temos o tão esperado reencontro de Percy e Annabeth e esse momento não poderia ter sido melhor. Temos também o triangulo amoroso entre Hazel, Frank e Leo, não diria bem um triangulo amoroso, mas Hazel e Leo tem uma certa conexão que não deixou Frank nenhum pouco feliz. E é claro Jason e Piper, que são personagens não tão queridos pelo fandom de Heróis do Olimpo, a maioria diz que Piper só sabe falar de Jason e que Jason por sua vez é inútil e só desmaia, bom eu acho que os dois são ótimos personagens, Piper, tirando a Annabeth, é a personagem mais inteligente da série e ela já mostrou seu valor diversas vezes, e o fato dela falar muito de Jason é simplesmente por que ela é uma filha da deusa do amor e ela dá muita importância ao seu amado, e Jason bem... ele ainda precisa mostrar seu valor na série, acredito que ele vai ser de extrema importância no futuro e que Rick o esta guardando para algo grandioso ( e a Casa de Hades fez eu acreditar mais nisso).
Agora tenho que abrir um espaço pra falar de Leo, eu disse que ele é meu personagem favorito na série, se não meu personagem preferido de todos os livros que já li (to pesquisando direito antes de afirmar isso), Leo se culpa pelo que aconteceu em Nova Roma e quer concertar isso, tentando provar o seu valor a todo momento, principalmente depois do encontro que ele teve com a deusa Nemesis. 


E quanto a você, filho do fogo" Nêmesis voltou-se para Leo "(...) Você sempre será o forasteiro, a sétima vela.

Ele também é protagonista de uma das cenas mais engraçadas que eu já li na vida.
Magricela? Gata, eu inventei o estilo magricela.Magricela é o novo gostoso para dedéu. Em termos de magricela eu sou o maioral.


Junto da missão da Annabeth, temos uma missão em paralelo que é tão importante quanto. Um certo semideus, que conhecemos e adoramos é sequestrado e os outros seis  devem ir regata-lo, é claro que eles tem um tem um prazo quase impossível pra salva-lo se não esse semideus morre e se esse semideus morrer causará consequências terríveis para a grande missão, coisa que já vimos nos outros volumes da série,  mas nada que empobreça a historia no geral, Rick Riordan continua sendo muito criativo, nessa questão de ensinar a mitóloga greco-romana, de uma forma eficaz e de fácil compreensão.
Devo confessar que estou gostando muito mais dessa saga do que de "Percy Jackson e os Olimpianos".
P.S.: O final desse livro é o pior final ever, no bom sentindo é claro, ele termina em um terrível cliffhanger  que faz com que queremos ter a continuação o mais rápido possível e eu quase morri da primeira vez que eu li, pois eu ia ter que esperar um ano pelo próximo livro.






Titulo Original: The Mark of Athena
Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Paginas: 480
Ano: 2012

Share on Google Plus

About Erick Sant Ana

22 anos, também conhecido como o terror das Coca-Colas alheias, hiperativo e desatento é mestre na arte de esbarrar derrubar e quebrar coisas. Leitor compulsivo e portador da doença "não dormi direito, pois estava assistindo séries". A frase que você mais vai ouvi-lo dizer é "To com fome" e tem o péssimo hábito de falar de si mesmo na 3ª pessoa.

2 comentários:

  1. Quero muito ler esse livro e por causa de você, agora mais ainda! E sempre tento interpretar essas profecias, gosto delas, deixa os livros mais legais. Até porque ele depende um pouco (bastante) dela né. :))

    http://o-doce-mundo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrs eu tbm tenho essa mania de tentar interpretar as profecias, mas sempre dá errado kk, e como eu disse depois que vc termina esse vc precisa ter em mãos a casa de hades, pq se não se fica doidinha rs

      Excluir