Comentando Séries: As novidades da Fall Season


SIM EU VOLTEI!! Finalmente terminou o semestre da faculdade, graças ao bom Deus, não bombei em nenhuma matéria e agora sim posso voltar a fazer o que mais amo nesse mundo, ler, assistir séries e filmes e comentar aqui com vocês. Como minhas leituras ainda estão em andamento e já faz um tempo desde que eu fiz o ultimo “Comentando Séries” resolvi falar um pouco sobre as novidades dessa fall season que eu comecei acompanhar e que foram muitas.
Esse ano eu tive o azar (ou sorte) de adquirir uma espécie de dedo podre para as séries, pois de todas as séries que comecei a ver só três não foram canceladas, como todo seriador fiquei de luto por elas, mas também tive aquele alivio,  por que a cada série cancelada é uma a menos na minha grade que só cresce.

A primeira série que comecei a assistir nessa fall season, meio que descobri sem querer. Eu estava naqueles dias de tédio entrei no meu site favorito de downloads e estava lá Red Band Society, li a sinopse, e embora nela contasse que a historia se passa em um hospital, que dois personagens têm câncer, um tem problema no pulmão, uma é anoréxica, a outra tem um problema grave no coração, outro tem um pulmão fraco a lá Hazel Grace e ainda por cima tem um garotinho em coma, por incrível que pareça achei que a historia seria um pouco humorada e adivinhem? Eu estava certo, Red Band Society é aquele tipo de série que tem uma historia bem leve que dá pra ver com toda a família, ela tem o toque certo de drama, uma pitadinha de humor, personagens super carismáticos e uma trilha sonora sensacional. Mas como nada na vida é fácil a audiência nos EUA estava muito baixa e ela já foi cancelada.  :’(

Enquanto eu ainda estava vendo RBS e tinha esperanças que não a cancelassem descobri meio que por acaso que ela é baseada em uma série catalã chamada Polseres Vermelles, como já estava apaixonado por RBS, fui atrás dar uma conferida, por que sou desses. Vi o episodio piloto e embora tenha gostado bastante ele não me cativou tanto como o piloto de RBS, mas como só li elogios a respeito de Polseres decidir continuar e foi a melhor coisa que fiz na minha curta vida. Polseres Vermelles é daquele tipo de série que é simples, mas que possui uma grandiosidade inexplicável, depois dela meio que meu amor por RBS diminuiu um pouco, por que não tem nem comparação. Exceto que em RBS além do foco nos pacientes, também há foco nos funcionários do hospital, o que não acontece em Polseres, mas em momento algum você sente falta disso. E eu descobri que não tenho alma após terminar de assistir o episodio 9 e não derramar nenhuma lagrima. 



Como no começo desse ano fiquei órfão de How I Meet your mother, nessa fall season comecei a louca caçada de achar uma comédia romântica que contasse uma história quase tão divertida quanto a história do Ted. A primeira comedia que comecei a assistir foi Manhattan Love Story, que nos primeiros dois minutos do piloto já dava pra prever que seria uma das primeiras a serem ceifadas, não que fosse uma série ruim, era até divertida, mas era bem fraquinha, é aquele tipo de história da mocinha inocente que se muda pra cidade grande e se apaixona pelo garanhão da cidade (acho que já vi isso antes, pelo menos umas 80 vezes, talvez), então não foi surpresa pra mim e nem pra ninguém quando a emissora decidiu cancela-la.






Continuei então minha busca pela comédia “perfeita” e meio que por acaso encontrei A to Z e gente que série delicinha de assistir, ela conta todo o processo de desenvolvimento do relacionamento do casal principal Andrew e Zelda (por isso A to Z) e logo na abertura já temos o spoiler de quanto tempo esse relacionamento irá durar, também não chegou nem perto dos pés de HIMYM, mas tinha tudo para ser uma série incrível, além do que os personagens secundários também eram sensacionais, principalmente a Lydia, também conhecida como Garibalda, que é a chefe do Andrew e ela meio que tenta ser a chefe mais cruel, autoritária e vilanesca, as cenas em que ela aparece com o supervisor de RH são hilárias, mas não sei o que se passa na cabeça dos americanos que não deram ibope pra essa  gostosura de série e infelizmente ela já foi cancelada.


Continuando ainda nas comédias, teve uma que desde que ela foi anunciada eu a desdenhei: “Jane the Virgen”, na sinopse dizia que a série é uma historia de uma moça virgem que acidentalmente é inseminada artificialmente e fica gravida. Tem plot mais “meh” que esse? Por isso nem cogitei a possibilidade de ver, pois na minha cabeça ela seria cancelada  no terceiro episodio. Foi ai que um amigo que tem o gosto super parecido com o meu falou que assistiu a série e adorou, me encheu o saco até eu ver o piloto  e quando assisti, levei uns três tapas na minha cara magra. Que série gostosa de se assistir, parece uma novela mexicana de tão bagunçada que é a vida dos personagens e ela se autozoa por causa disso, mas não é idiota, é tudo tão absurdo, mas ao mesmo tempo fazem todo sentido, é puro amor gente e adivinhem? Ela é um sucesso de criticas e não foi cancelada \o/


E a ultima série dessa lista, mas não menos importante é How to Get Away With a Murder. É até difícil encontrar adjetivos que consigam descrever o quão sensacional é essa série. Uma trama viciante e toda bem estruturada que faz você viciar desde o primeiro episodio. Só o fato de ser produzida pela incrível Shonda Rhimes (também conhecida como Shondanás) e ter a Viola Davis no elenco já são motivos o suficientes para você parar o que esta fazendo e ir lá se viciar nessa maravilha de série.



Então pessoal essa são as séries que comecei a ver nessa fall season, na verdade tem mais duas, mas vou fazer um post especial só sobre elas, mesmo por que, se não esse post aqui ficaria enorme. Comentem ai o que vocês estão vendo e o que estão achando dessa fall season. Até a próxima.





Share on Google Plus

About Erick Sant Ana

22 anos, também conhecido como o terror das Coca-Colas alheias, hiperativo e desatento é mestre na arte de esbarrar derrubar e quebrar coisas. Leitor compulsivo e portador da doença "não dormi direito, pois estava assistindo séries". A frase que você mais vai ouvi-lo dizer é "To com fome" e tem o péssimo hábito de falar de si mesmo na 3ª pessoa.

0 comentários:

Postar um comentário