Lua de Larvas - Sally Garner


Sabe aqueles livros que você compra por que está na promoção e simplesmente esquece ele lá e quando finalmente se lembra dele e decide le-lo se arrepende amargamente de te-lo deixado mofando por tanto tempo? Então, é esse sentimento que tive ao terminar de ler Lua de Larvas, esse livro que comprei sem nenhuma expectativa, mas que acabou se mostrando uma historia encantadora e muito tocante.

Eu posso não saber ler e escrever, mas tenho um vocabulário imenso. Coleciono palavras - elas são doces na boca do som".

Lua de Larvas trata-se de uma distopia narrada em primeira pessoa pelo Standish Tradwell um garoto de 15 anos, que não tem só o nome diferente, ele é disléxico e possui um olho de cada cor, Standish mora com seu avô, pois seus pais desapareceram, em um país cujo nome é Terra Mãe, mas não se engane pelo nome, o país não tem nenhuma característica "materna", estamos falando de um governo ditatorial, totalitário e opressor, repleto de vigilâncias, desaparecimentos inexplicáveis e mortes. Alem de viver dessa maneira com seu avô, Standish por ser muito diferente  sempre sofreu bullying na escola, mas aquele tipo de bullying de ser espancado e humilhado. Por conta dessa vida nenhum pouco agradável ele tem como unica diversão a sua imaginação, até que em um dia sua vida muda completamente com a chegada da Sr e Sra Lush e seu filho Hector. Hector e Standish logo se tornam grandes amigos, daquele tipo quase irmãos mesmo e Hector vira uma especie de protetor de Standish, sempre o defendendo dos valentões da escola e quem mais mexesse com o seu amigo.

Certo dia os dois garotos estavam jogando bola quando por acidente a bola deles cai do outro lado de um alto muro que separa (ou esconde da) a Zona 7 de alguma coisa,  Hector como sempre foi um garoto muito corajoso resolve ir até ao outro lado do muro e buscar a bendita bola, porém quando ele retorna Standish percebe que algo não está certo com seu amigo, Hector começa a agir estranho como se ele tivesse visto algo que o abalou grandiosamente e como nenhuma felicidade na vida de Standish dura muito tempo, Hector e sua família são levados pela Terra Mãe e agora cabe a ele e a seu avô descobrir o que acontece atras daqueles muros e tentar resgatar seus amigos.


Algo que tive a impressão enquanto lia sobre como funcionava o governo na Terra Mãe é que ela talvez seja a representação da Alemanha se ela tivesse ganhado a Segunda Guerra Mundial, em vários momentos é possível perceber alusões a características e praticas do Partido Nazista Alemão, desde a postura quanto as formas de saudação e o fato de que se você não se encaixa nos padrões físicos impostos pelo Governo ou não seguiu alguma regra, você é despachado para Zona 7, o lugar onde Standish vive com seu avô. Outra impressão que tive no decorrer da leitura é que a historia se passa em plena corrida espacial, só que no caso a Terra Mãe (ou Alemanha) está também no páreo para o primeiro país a chegar na Lua, na verdade esse é o grande objetivo do país. 
Sally Gardner conseguiu fazer a façanha de escrever uma historia com uma escrita muito simples, mas ao mesmo tempo muito poética e cheia de metáforas, é aquele tipo de livro que você pode ler quando estiver naquela ressaca literária e está procurando uma leitura mais dinâmica e que te prenda, porém caso esteja procurando algo pra refletir sobre a vida, o universo e tudo mais, também encontrará aqui.

A Narrativa além de ser simples, também não é linear, ela permeá entre o passado e o presente de Standish de uma forma completamente dinâmica, mas que não confunde o leitor, a autora vai jogando pequenos fragmentos e aos poucos vai se montando o quebra cabeça que é essa historia.  E embora tenha aproximadamente 290 paginas, um numero considerável, Lua de Larvas é aquele tipo de livro que dá pra ler em uma tacada só, é o livro perfeito para ler naquele fim de semana chuvoso e entediante.
Geralmente não costumo falar da edição do livro em si, por que pra mim isso não importa tanto, mas dessa vez não posso deixar de elogiar o incrível trabalho que a editora Martins Fontes fez nesse livro, há pequenas ilustrações em quase todas as paginas, a diagramação está impecável, a fonte está em um tamanho muito confortável de ler, além do que o trabalho gráfico da capa está fantástico, é daquele tipo de livro que se você vê na livraria, você provavelmente pegará pra ler a sinopse.
Se você gosta de distopias no geral (desde Admirável Mundo Novo até Divergente) e ainda não leu "Lua de Larvas você não sabe o que tá perdendo. Uma historia com um universo bem construído, personagens muito bem desenvolvidos, uma narrativa simples, mas muito reflexiva, com um dos finais mais bonitos e tristes que já li.






Título Original: Maggot Moon
Autor: Sally Gardner
Nota Skoob: 4,2
Páginas: 291
Editora: WMF Martins Fontes
Ano: 2014
Share on Google Plus

About Erick Sant Ana

22 anos, também conhecido como o terror das Coca-Colas alheias, hiperativo e desatento é mestre na arte de esbarrar derrubar e quebrar coisas. Leitor compulsivo e portador da doença "não dormi direito, pois estava assistindo séries". A frase que você mais vai ouvi-lo dizer é "To com fome" e tem o péssimo hábito de falar de si mesmo na 3ª pessoa.

1 comentários:

  1. Olá

    Vi esse livro pela primeira vez na livraria e só pelo título e capa havia me encantado, nem quis ler a premissa pra poder descobrir tudo quando fosse ler. Não sabia que tratava-se de uma distopia, acho que irei gostar. Só não curti o fato de ser narrado em primeira pessoa, mas quem sabe eu acabo gostando mesmo assim?

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir