Os Filhos de Anansi - Neil Gaiman


Desde que li e me apaixonei por “Um Oceano no fim do Caminho” comecei uma busca implacável pelas obras do gênio Neil “fucking” Gaiman e uma das primeiras que adquiri foi o então “Os Filhos de Anansi” que até então só sabia que tratava-se de uma história baseada na mitologia africana, uma mitologia que não estava ainda muito familiarizado. Fiquei super-empolgado para lê-lo e desvendar um pouco mais sobre essa cultura, porém como nada na vida é como a gente planeja, acabou que por conta da rotina faculdade + trabalho + curso, ele acabou ficando mais de um ano empacado aqui na minha estante e só no finalzinho de 2014 que consegui pegar ele para ler e como me arrependo de não ter feito isso ante. Neil Gaiman me surpreendeu mais uma vez.

O livro é narrado em terceira pessoa e gira em torno de Charles Nancy, mais conhecido com Fat Charlie, um apelido dado por seu pai que acabou pegando e continua a segui-lo mesmo agora quando Charlie já não está mais acima do peso. Fat Charlie tem lá seus quase trinta anos e por conta de nunca ter tido uma relação lá muito agradável com seu pai acabou atravessando o oceano para viver uma vida mais sossegada em Londres, lá ele se estabelece, com uma vida tipicamente britânica, com quase nenhum anseio e sem se destacar muito no mundo. Ele está noivo de Rosie a algum tempo e a vários anos não entra em contato com seu pai, até que por conta da aproximação do seu casamento, Rosie o convence a ligar para o velho e convida-lo para a cerimônia. Charlie mesmo relutante resolve ligar e eis que descobre que o sr Nancy morrerá a algumas horas. Sem pensar duas vezes Charlie pega um avião para ir ao enterro do seu pai e lá ele acaba descobrindo algumas coisas um pouco estranhas a respeito de sua família: A primeira é que seu pai na verdade é Anasi, o deus aranha dono de todas as histórias e a segunda é que ele tem um irmão gêmeo que herdou os poderes de deus do pai. A princípio Charlie não acredita muito, mas ele tenta entrar em contato com o seu irmão e eis que Spider bate em sua porta e isso acaba desencadeando uma série de problemas na vida de Charlie, a ponto dele se envolver com o sobrenatural para ver se consegue se livrar do irmão.

Sempre ouvi muitas pessoas falando que Neil Gaiman é o gênio contemporâneo da fantasia e após terminar de ler “Os Filhos de Anansi” pude mais uma vez comprovar isso. É impressionante a forma com que ele mistura elementos do cotidiano com elementos fantásticos de uma maneira bem natural. No começo da leitura até estranhei, pois me lembrou bastante uma crônica, mas aos poucos e bem sutilmente esses elementos fantásticos vão sendo inseridos.
Além de fazer essa mistura de cotidiano com fantasia, Neil Gaiman também consegue misturar muito bem o mistério e o humor, é impressionante a forma como ele trabalha essas duas vertentes que são tão diferentes, de uma maneira tão bem feita. A história toda é rondada com aquele ar de mistério, daquele que você nunca sabe o que acontecerá nas próximas páginas, mas ao mesmo tempo as coisas acontecem com um toque de humor bem britânico mesmo, bem estilo Douglas Adams e eu não esperava algo assim do Neil Gaiman.
Como não amar essa dedicatória?

Embora a história gire quase toda em torno de Fat Charlie, há algumas sub-tramas contadas, ainda em terceira pessoa, sobre alguns outros personagens que vão se entrelaçando no final, além disso ao decorrer do livro várias das histórias vividas por Anansi são contadas e esses fios acabam se juntando e formando uma enorme “teia literária”. E todos esses personagens são muito bem construídos, você torce por uns, odeia outros e nenhum é totalmente bom ou mal, cada um tem seus motivos, razões, personalidade e cabe ao leitor gostar ou não dele. Um exemplo claro é Spider, o irmão de Fat Charlie, embora possua uma personalidade um tanto trapaceira e duvidosa, a ponto de seduzir a noiva do irmão, é quase impossível não gostar dele, pois é bem perceptível a inocência dele a respeito desses seus atos, já que ele é um meio-deus e não entende muito bem como funciona as coisas “no mundo mortal”
Os Filhos de Anansi é um livro grandioso, mas de uma forma simples, repleto de vários temas, desde a mitologia africana até como pode ser complicado o relacionamento de pais e filhos  e vale muito a pena lê-lo, mesmo por que é uma leitura bem rápida, daquelas que dá pra terminar em menos de três dias.




Título Original: Anansi Boys
Autor: Neil Gaiman
Nota Skoob: 4,2
Páginas: 344
Editora: Conrad
Ano: 2011

Share on Google Plus

About Erick Sant Ana

22 anos, também conhecido como o terror das Coca-Colas alheias, hiperativo e desatento é mestre na arte de esbarrar derrubar e quebrar coisas. Leitor compulsivo e portador da doença "não dormi direito, pois estava assistindo séries". A frase que você mais vai ouvi-lo dizer é "To com fome" e tem o péssimo hábito de falar de si mesmo na 3ª pessoa.

16 comentários:

  1. Sou louca para ler algum livro do Neil Gaiman, parecem ser super legais, adorei sua resenha e seu blog também, parabéns, sucesso, muitos livros haha <3

    garotareading.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neil Gaiman é sensacional, se você gosta de fantasia então vai ama-lo

      Valeu Luana :)

      Excluir
  2. Nunca li nenhum livro de Neil Gaiman, mas isso vai mudar, adorei a resenha e eu com certeza irei ler esse livro, ja o coloquei na minha lista.
    http://viajandopelapaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia mesmo Brenda, você não vai se arrepender

      Abraços

      Excluir
  3. Olá!
    Sua resenha ficou incrível e o livro parece ser muito bom, mas no momento, estou numa fase mais ideológica, se é para falar de literatura africana, então que seja por um africano, se não estiver ficando louca, o autor é inglês... e isso me remete muito as questões coloniais...
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Lilian eu não diria que é literatura africana, o livro é bem britânico mesmo, o que o Neil Gaiman faz é pegar alguns mitos africanos e mescla-los com o cotidiano de um cidadão britânico. Mas de qualquer forma procure ler então outras obras dele, pois são incríveis

      Abraços

      Excluir
  4. Que incrível, sou Louca por livros desse gênero, apesar de nunca ter lido nada do Neil sempre ouço só comentários positivos a respeito dele, sua resenha me deixou fascinada e muito curiosa, você escreve muito bem, e te compreendo completamente estou com 33 livros para ler (culpa de uma bienal ai) e não consegui ler nada ainda por causa da faculdade, sinto que me arrependerei em breve rsrs.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa negocio de faculdade só atrapalha KKKK Eu até parei de comprar por que não tava dando conta.
      Obrigado Josielma :D

      Excluir
  5. Nunca tinha escutado falar, mas sempre vi resenhas ótimas, incluindo a sua!
    Quero muito saber mais!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procure mesmo saber, Neil Gaiman é fantástico

      Abraços

      Excluir
  6. Oi... parabens pela sua resenha, ela está incrivel.
    Não tive ainda a oportunidade de ler nenhum livro do autor, mas quem sabe? Esse me interessou... vou procurar saber mais sobre ele.

    beijos
    http://livrosetalgroup.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Mayara! Leia algo mesmo, ele tem vários livros sensacionais

      Abraços

      Excluir
  7. Olá
    Ouço falar muuuuito bem do autor, mas ainda não li nada dele, infelizmente haha mas quero muuuito Coraline e O oceano no fim do caminho.
    Adorei a resenha ;)

    http://realityofbooks.blogspot.com.br/
    Catharina
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Oceano no fim do Caminho é um dos meus livros favoritos da vida, então sou meio suspeito de falar, Coraline tbm é muito bom se você gosta de tomar susto

      Abraços

      Excluir
  8. Oi ^^
    Tenho uma certa curiosidade a respeito dos livros deste autor.
    Tua resenha me estimulou a ir logo atrás de um livro dele para finalmente conhecer melhor sua escrita, porém acredito que eu vá começar por Coraline :P

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coraline é puro amor <3. mas tbm dá pra tomar alguns sustos e é tudo muito bem dosado, recomendo mesmo que comece por ele

      Abraços

      Excluir