Divertida Mente



Como bom fã de animações, sempre que a Pixar anuncia um filme novo fico naquela empolgação/ansiedade tremenda querendo assistir o mais depressa possível, depois então de saber que Divertida Mente foi um dos filmes mais aplaudidos do Festival de Cannes, imaginem pra que nível foi essa minhas expectativas? Imaginem então, quando soube que na região onde eu moro teria uma sessão especial do filme antes da sua estreia? Pois bem, ontem (16) sem pensar duas vezes fui na sessão com as expectativas lá em cima e devo dizer que a Pixar mais uma vez conseguiu se superar.
Desde sempre a galera da Pixar tem o dom de pegar situações do cotidiano e transformar em universos extremamente criativos e depois de alguns anos sem mostrar nenhuma grande novidade, dessa vez eles resolveram ousar e usar como cenário a mente humana. PIXAR IS BACK BITCHES!!



No longa temos como protagonistas a personificação das emoções da garotinha Riley,  sendo elas Alegria, Tristeza, Nojinho, Raiva e Medo que controlam as ações da garotas de acordo com os estímulos externos. Assim como em Up! Altas Aventuras, os primeiros minutos do longa nos mostram de uma maneira extremamente gráfica e criativa como as experiencias e memorias são essenciais no processo da criação da personalidade. No caso da Riley, sua personalidade é toda moldada por lembranças alegres de experiencias que ela viveu em sua cidade natal, Minnesota, como as amizades que fez, o fato dela ser uma grande fã de Hoquei no gelo e etc. Porem um evento drástico, para uma garota de 11 anos, acontece, ela se muda para San Frascisco e isso causa uma certa bagunça na cabeça da menina e isso só piora quando, por acidente, a Alegria e a Tristeza são expelidas da sala de controle e cabe as três emoções restantes tentar deixar tudo no controle, o que não dá muito certo.



Arrisco a dizer que Divertida Mente é uma das melhores e mais inteligentes animações que a Pixar já fez. Eles conseguiram pegar um tema extremamente complexo, a psicanalise, e transformar em algo lúdico, simples, sensível, onde qualquer um consegue entender. Durante a jornada de Alegria e Tristeza para voltar a sala de controle, elas passam por diversos lugares da consciência da garota onde é possível compreender de uma maneira bastante abstrata como funciona a nossa psique, desde a formação dos sonhos, pra onde vão nossos medos, as musicas chicletes e até mesmo a depressão. O interessante aqui é que não há um vilão por assim dizer, embora exista essas personalidades distintas entre a Alegria e a Tristeza, as duas precisam trabalhar em conjunto pra conseguir passar por todos os obstáculos da mente da Riley.



Embora seja um filme voltado para o público infantil é bem notório o quão profundo é o roteiro, já que o longa nada mais é do que uma alegoria para o amadurecimento do ser humano. O mais interessante ainda é a a mensagem que o filme quer passar, de que você deve lidar com sua tristeza, tentar controlar suas emoções não é o caminho certo e que chorar as vezes é necessário. Como é um filme que fala sobre emoções, não é de se estranhar que o roteiro brinque com as nossas emoções, nos fazendo  transitar entre felicidade, nostalgia, tristeza e encantamento.



A direção de arte do filme é de brilhar os olhos, a paleta de cores usada tem um papel importantíssimo para a materialização do roteiro, tanto as cores usadas na mente da Riley, quanto no lado de fora. As texturas tanto dos sentimentos, quanto dos outros elementos que compõem o cenário do filme são de uma beleza primorosa. O 3D também é um show a parte, a Pixar soube usar muito bem a profundidade de campo que esse artificio propõe.



Divertida Mente, é um filme extremamente inteligente, mas ao mesmo tempo extremamente simples, daqueles  que as crianças vão adorar, por conta de todo seu visual e tudo mais, mas com certeza agradará muito mais os adultos que provavelmente vão terminar o filme com aquela lagrima furtiva no canto do olho. Se você é fã de animação é um filme obrigatório e olha, sinto cheiro de Oscar pela frente.





Direção: Pete Docter
Elenco: Amy Poehler, Bill Hader, Bob Bergen, Carlos Alazraqui, Diane Lane, Jess Harnell, Kyle MacLachlan, Laraine Newman, Lewis Black, Lori Alan, Mindy Kaling, Paula Poundstone, Phyllis Smith, Richard Kind, Teresa Ganzel
Roteiro: Josh Cooley, Meg LeFauve, Pete Docter
Produção: Jonas Rivera
Duração: 94 minutos
Gênero: Animação
Distribuição: Disney
Ano:2015
País: EUA
Share on Google Plus

About Erick Sant Ana

22 anos, também conhecido como o terror das Coca-Colas alheias, hiperativo e desatento é mestre na arte de esbarrar derrubar e quebrar coisas. Leitor compulsivo e portador da doença "não dormi direito, pois estava assistindo séries". A frase que você mais vai ouvi-lo dizer é "To com fome" e tem o péssimo hábito de falar de si mesmo na 3ª pessoa.

15 comentários:

  1. Ai eu adoro filmes infantis e esse é um que estou querendo ver a muito tempo, tão fofo né?!? Espero gostar e me encantar com o filme, mas pela sua resenha creio que decepção seja algo impossível de se sentir depois que o filme acaba né...

    ResponderExcluir
  2. Oi Erick!! Eu tô MALUCA pra assistir esse filme, só me falta o tempo pra ir láááá aos cinemas haha e nossa, parece ser bem mais profundo que eu achava, acho que nem precisa de vilão quando o conflito interno já é tão focado né! adorei o bitches hahaha #morri E é só alguém falar de Up! Altas Aventuras que já me brota uma lagrimazinha bem aqui no canto do olho rapidinho haha adorei a sua resenha!
    Beijos!
    http://www.trocandodisco.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá!!

    Estou com inveja de você! Estou loooouca para assistir esse filme, assisti o trailer e me encantei! Realmente a pixar parece ter acertado na formula e me achei o enredo muito inteligente e dificil até.

    Vou tentar assistir no fds ou no próximo (também quero ver Minnions)

    Ótima critica!


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  4. Parece uma animação muito inteligente e simples mesmo, apesar de toda a profundidade dos temas tratados de forma lúdica. Adorei isso da alegria e da tristeza terem que trabalhar juntas para conseguir passar pelos obstáculos da mente da Riley, afinal, as duas fazem parte das nossas vidas. Com certeza vou querer assistir!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  5. Que demais! Nem imaginava que a história era sobre isso hahahaha
    Fiquei super interessada em assistir *-*
    Muito legal a gnt aprender um pouco mais sobre nossa mente!

    Beijos ;*
    Proseando com uma BibliophileFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  6. Olá!! Quero muito assistir a esse filme =) Os inúmeros elogios que já li só me deixaram com ainda mais vontade. Parece ser uma história incrível. O que eu acho mais legal é a capacidade de ser uma animação, que atinge o público infantil, mas ter camadas que só o público adulto irá compreender. Genial. Beijos!!

    ResponderExcluir
  7. Estou DOIDA para conferir essa animação Erick! Desde que vi o trailer fiquei ansiosa para saber como seria, sou apaixonada por animações e a Pixar normalmente arrasa.
    Pena que na minha cidade não tem cinema, então vou ter que esperar um pouquinho hehehe.
    Amei o post, você escreve muito bem <3

    Beijos ♥
    Livros e blablablá

    ResponderExcluir
  8. Eu dei a sorte de casar com um cara que também ama desenho, então claro que lá fomos nós pro cinema ver. Adorei tudo! A criatividade, as cenas engraçadas, a emoção... A Pixar mandou muito bem, é um daqueles filmes que a gente precisa comprar pra rever sempre.
    Concordo com vc que eles conseguiram tratar de um tema complexo com leveza e ludicidade, atingindo qualquer público. Recomendadíssimo!
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir