Mary Jane negra! E agora?


Eu tinha jurado a mim mesmo que não ia expor minha opinião sobre essa possibilidade da Zendaya, uma atriz negra, interpretar a Mary Jane no novo filme do Homem Aranha. Mas ai sabe quando bate aquela insonia na madrugada e você começa a pensar em coisas aleatórias e quando se dá conta já tá amanhecendo. Pois foi o que aconteceu comigo essa noite e uma dessas coisas que eu fiquei matutando na madrugada foi que mudar a etnia da Mary Jane no cinema, talvez tenha sido uma das coisa mais geniais que a Marvel já tenha feito desde que a editora começou a se aventurar pelo mundo da sétima arte, e digo mais isso só mostra o quão a empresa conhece e respeita a essência dos seus personagens.


Lembrando que, assim como disse na resenha de Guerra Civil, embora eu seja um grande fã de heróis, não sou um consumidor xiita de HQ's, porém isso não quer dizer que eu seja leigo sobre o assunto e só conheço os personagens por conta dos filmes, muito pelo contrário, um dos meus maiores hobbies é ficar horas pesquisando e lendo sobre diversos personagens, arcos de histórias e etc, principalmente do Homem-Aranha, que é meu herói favorito de todos os tempos.
Um dos fatos sobre mim é que eu sou completamente desapegado as características físicas de personagens em adaptações cinematográficas, na verdade quando eu vou ver uma filme baseado em alguma outra obra, eu me desapego completamente do material original, já que pra mim não vale a pena pagar 20 e poucos reais pra ir no cinema assistir um filme onde eu sei tudo que vai acontecer na historia, não cara, eu quero ser surpreendido (positivamente é claro, não adianta mudar a historia toda e o filme ficar uma porcaria - abraços Percy Jackson). A únicas coisas que tem se manter do material original mesmo é a essência da historia e dos personagens... A não ser é claro que as características físicas dos personagens sejam extremamente importantes para a sua história, por exemplo, o Magneto e o Xavier que tem toda a questão em cima da 2ª Guerra Mundial, o Pantera Negra e a Tempestade que fazem parte da realeza africana, Thor que vem da mitologia nórdica, entre diversos outros que se mudassem a etnia, a história ficaria sem sentido. E desculpem pessoal, mas esse não é o caso da Mary Jane, já que fato dela ser branca e ruiva não afetam em nada a sua história, já que ela não vem de uma dinastia ruiva que construiu um império de alguma coisa e blá blá blá.
É como disse o James Gunn, diretor do filme em seu Facebook:

Pra mim, se um atributo primário de um personagem — aquilo que o faz ser icônico — é a cor da sua pele, ou do seu cabelo, francamente, o personagem é raso e uma merda. Pra mim, o que faz da Mary Jane a Mary Jane é essa coisa de fêmea alfa e, se a atriz capturar isso, então vai funcionar. E, só pra constar, eu penso que Zendaya ainda se encaixa no que eu considero as principais características físicas da personagem: uma modelo alta e magra, muito mais do que as atrizes do passado se encaixaram

Quando eu vi pela primeira vez essa história da Zendaya interpretar a Mary Jane, a primeira coisa que pensei foi: "caramba, a Marvel é das minhas, gosta da polêmica mesmo", na minha cabeça era como se eles tivessem falando " Que mané Mary Jane tem que ser ruiva, paguei um monte de dinheiros pra poder fazer esse filme e se eu quiser que ela seja amarela ela vai ser amarela, e se achou ruim é só não assistir o filme. Vou continuar rica do mesmo jeito e você vai continuar pobre ~risada maligna~".  Mas ai durante essa madrugada, como disse no começo do post, tive um momento de epifania e percebi que isso é muito mais genial do que tinha pensado.



Para quem não sabe a Mary Jane teve sua primeira aparição em 1964 e uma dos fatos sobre ela é que é uma das personagens mais bonitas, se não a mais bonita, de todo o universo Marvel, já que né, estamos falando de uma atriz e modelo (e não sei se vocês sabem, mas além de ser bem bonita a Zendaya também é atriz e modelo - mas isso não é muito relevante agora). Mas esse não é o principal fato sobre a ruiva (possível negra agora), como eu disse, a Marvel gosta da polêmica, e a Mary Jane veio exatamente pra isso, já que ela foi uma personagem pra ir completamente contra a maré. Ao primeiro momento Peter achava que Mary Jane era como chamamos hoje: "a mina pra não casar" (depois eles casaram e tals), já que ela adorava festa, balada, saia com geral, adorava roupas e cabelos, ou seja, nada bela, recatada e do lar como as outras mocinhas da época. E se hoje mulheres assim já não são bem vistas na nossa sociedade, imaginem em 1964 o que o povo devia comentar da Mary Jane. Mas isso não é a única diferença dela pra maioria namoradas dos super-heróis, Mary Jane, também nunca foi uma donzela em perigo (esqueçam completamente aquela Mary Jane dos filmes do Sam Raimi que só sabia gritar), ela sempre foi dona de uma personalidade forte, batalhadora, corria atras dos seus objetivos, tanto que muitas vezes ela é definida como uma anti-heroína. Ou seja, Mary Jane, querendo ou não, foi uma personagem criada pra gerar discussão. E agora pensem comigo, hoje, em 2016 qual a maior discussão que Mary Jane podia gerar? Não sei vocês, mas para mim seria adapta-la como uma mulher negra, lidando com todos os problemas que a personagem já passava, mas com um plus de discutir o seu papel na sociedade e toda a questão de representatividade. E o que está acontecendo desde que foi anunciado que Zendaya possivelmente seria a Mary Jane? Pois é meus caros. MARVEL SUA GENIA!!!!!!


Além do que se pararmos pra pensar, é muito obvio de que o fato da Mary Jane ser branca e ruiva se dá pelo simples fato dela ser ruiva, já que meio que  faz muito mais sentindo ela não ser branca , pois como saber o Peter estuda em uma escola pública no Queens, um dos locais com maior diversidade étnica dos EUA. Fora que, como muitos devem saber assim como diversos outros personagens criados na "Era de Ouro dos Quadrinhos" eram brancos, pois a grande maioria da população americana era branca e o país meio que era "dominado" pelo racismo. Negros e asiáticos não tinham direitos civis plenos e a maioria da população não se interessava por heróis então Marvel" e a maioria não se interessava por herois que não fossem brancos, tanto que, por exemplo, nos X-Mens, que nada mais é do que uma grande alegoria sobre o preconceito contra minorias, tem (ou tinha, não lembro mais) mais personagens azuis do que negros. Pois, é meus caros". Então, se a Marvel está se preocupando em consertar essas pisadas na bola, quem sou eu pra reclamar né.
Ufa, acho que já demos o nosso recado, quem aí curtiu a escolha da Marvel? Super aprovamos e que venha Zendaya como Mary Jane!! 

Share on Google Plus

About Erick Sant Ana

22 anos, também conhecido como o terror das Coca-Colas alheias, hiperativo e desatento é mestre na arte de esbarrar derrubar e quebrar coisas. Leitor compulsivo e portador da doença "não dormi direito, pois estava assistindo séries". A frase que você mais vai ouvi-lo dizer é "To com fome" e tem o péssimo hábito de falar de si mesmo na 3ª pessoa.

0 comentários:

Postar um comentário