A Geografia de Nós Dois (Jennifer E. Smith)




Que orgulho de começar 2017 com resenha nova bem no comecinho do ano. Ano passado fiquei devendo muitíssimo conteúdo para vocês aqui no blog de resenhas de livros mas esse ano tentarei me organizar mais para postar livros legais. Não sei se vocês já leram a minha resenha de A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista (e espero muito que depois dessa resenha, vocês vejam lá que é um dos meus livros preferidos e o link está bem aqui) mas se você leu deve ter reconhecido o nome da autora, pois esse livro "A Geografia de Nós Dois" é da mesma autora. Estava muito animada para lê-lo e quando consegui comprar na Bienal do ano passado, fiquei ansiosa e como eu adoro a autora, a escrita dela é simplesmente incrível, eu queria muito começar 2017 lendo algo que eu teria certeza que eu iria adorar - e ainda bem que eu adorei mesmo - e resolvi resenhar logo para vocês porque o que é bom precisa ser compartilhado <3


Lucy é uma garota de 16-quase-17 anos que morou em Nova Iorque a vida toda e ama aquela cidade. Ela mora em um apartamento sozinha (com as raras visitas de seus dois irmãos que já estão na faculdade) pois seus pais vivem viajando pelo mundo e nunca a levam, só deixando como lembrança os cartões de visita dos lugares que eles visitam que são enviados para ela pelo correio. Um dia, acontece um apagão por toda a Nova Iorque e nesse momento do apagão, Lucy está no elevador com outro rapaz, Owen, que é o filho tímido do novo administrador do prédio. Lucy sempre observava Owen quando passava pelo saguão pra ir à escola, quis até tentar falar um "oi" mas Owen sempre andava de cabeça baixa, correndo e de fones de ouvido. O que Lucy não sabe é que ele também já a observara por muito tempo. Porém nesse apagão, os dois presos naquele cubículo, acabaram puxando conversa pro tempo passar mais rápido e logo meio que percebem que tem muitas ideias loucas em comum. 



Quando finalmente conseguem alguém para tirá-los do elevador, Lucy oferece uma lanterna pra ele voltar pro Subsolo, onde ele mora com o pai (Patrick) e de começo ele pensa em não aceitar, mas algo nela o fascina e ele acaba subindo atrás dela para pegar a lanterna. Depois de mais conversa e mais calor no apartamento de Lucy (ela nunca tinha levado alguém para o apto, especialmente um garoto) eles resolvem ir a rua comprar água e sorvete (porque no calor que estava fazendo, sorvete estaria derretendo e comê-lo seria um fim melhor). Eles compram e vão para o terraço do prédio, passam a noite ali, observando a cidade apagada e as estrelas... Até que o dia começa e Owen não está mais lá. Depois que a luz volta, Lucy fala com os pais e é surpreendida com uma ida à Londres, cidade atual que os pais estão e, pouco depois, acaba descobrindo que vai se mudar para Edimburgo. Owen, que acordou mais cedo e quase voltou para o terraço quando viu seu pai todo mal (ele andou muito no sol enquanto a cidade estava apagada pois estava em Coney Island e nada funcionava) e resolveu ajudá-lo, acaba aceitando uma viagem de carro com o pai para tentar animá-lo, pois a perda da mulher - e mãe de Owen rs - dele mexeu muito com Patrick.



Logo, a geografia resolve interferir em algo que poderia começar, Lucy num lado do mundo e Owen no outro, ela acaba se mudando para Londres novamente e Owen, na viagem de carro, conhece o lago Tahoe, Seattle, São Francisco... e a única forma que eles acharam como comunicação é mandarem um para o outro um cartão postal de onde estão com um único pedido: queria que você estivesse aqui. Cada um num lado, começam a ter novas experiências, novas amizades e até possíveis novos amores... mas aquela noite do elevador ainda interfere nos pensamentos deles, por mais longe que estejam.

O livro é sensacional, eu devorei ele em pouco menos de 24 horas. Não é como o livro de A Probabilidade, mas a leitura é viciante e você se apaixona pelos personagens de tal forma que não consegue parar de ler até saber o que vai acontecer no final. Entre muitos cartões postais e palavras não ditas, a geografia até tenta "separá-los" e esses caminhos diferentes fazem com que eles conheçam novas culturas e novas pessoas, mas é aquele ditado de "quando é para ser, a gente tem que tentar dar certo"... sabe? A escritora descreve muito o que se passa com os personagens, então você meio que sente aquelas aflições e torce para que eles consigam dar um jeito de ficarem juntos. A leitura é leve, gostosa e cheia de frases e passagens lindas e mal posso esperar para ler outro livro da Jennifer. 



Nem preciso dizer que a Galera Record caprichou na edição do livro, a capa têm relevo nas letras e a diagramação é incrível. Super recomendo o livro e quem já leu pode deixar nos comentários o que achou dele, tá bom? Corre logo para ler e me conte o que achou aqui nos comentários! Ah, e me indiquem livros que vocês também querem ler esse ano, ok?

Beijos, beijos!!


Livro: A Geografia de Nós Dois
Autora: Jennifer E. Smith


Editora: Galera Record
Páginas: 270
País: Brasil
ISBN: 978-85-01-10622-3
Share on Google Plus

About Alexsandra Ferreira

Alexsandra tem 20 anos, virginiana e universitária, que ama filmes, música e compras, além de desenhar nas horas vagas e cantar (tentar). Quer fazer Ciências Contábeis após a Pós-Graduação e quem sabe, vários cursos voltados para web design, que tem tudo a ver (haha sqn). Sonha conhecer o mundo todo (seja pelos livros ou não), mas parte dele também vale.

0 comentários:

Postar um comentário