Escritoras feministas inspiradoras



Como todos sabemos, dia 08 de março é o dia que não só comemoramos o dia das mulheres, mas enfatizamos que nós, mulheres, temos o direito de viver em igualdade nesse mundo e que isso não deve ser discutido somente no dia 08 de março, mas diariamente. Felizmente, mais mulheres têm tomado consciência por um mundo mais igualitário, mas infelizmente também temos muito ainda o que fazer, em leis, direitos, respeito, formas de viver e conviver. É muito triste ver que em pleno século XXI as mulheres ainda não conquistaram o que, na verdade, não deveria ser conquistado e sim existido desde sempre. Digo isso porque respeito (seja de gênero, raça, enfim) deveria ser algo trabalho desde sempre em casa pelos pais, na escola, na vida. Por isso, decidi trazer algumas escritoras que usam-usaram o seu dom da escrita (e a vida delas no geral) para inspirar as pessoas a fazerem o mesmo, lutar.


Virginia Woof

Uma das escritoras mais conhecidas de todos os tempos principalmente pelo movimento modernista, Virginia viveu em uma época onde mulheres (e mulheres escritoras) não tinham nenhuma liberdade de opinião, ela conseguiu transmitir uma mensagem muito importante no livro "Um Teto Todo Seu", onde ela retrata um pouco desse impedimento que as mulheres viviam (e ainda vivem em muitas ocasiões) e é um livro muito reflexivo que todos deveriam ler. Eu li há pouco tempo e vou resenhá-lo para vocês em breve.


Alice Walker

Escritora e ativista feminista, Alice Walker também é um exemplo de superação e dentre várias obras ela se destacou com "A Cor Púrpura", um romance que deu origem ao filme de mesmo nome que foi dirigido por Steven Spielberg e protagonizado brilhantemente pela Whoopi Goldberg. Em "A Cor Púrpura", Alice trata muitas questões sobre discriminação racial e sexual. Super recomendo tanto o livro (que é incrível) quanto o filme, é uma história de superação sem igual.



Sophia Amoruso


Pulando um pouco para a atualidade, chegamos em um dos nomes que mais ganhou notoriedade na atualidade: Sophia Amoruso. Como muitos devem conhecer, Sophia é a criadora da marca de roupas Nasty Gal, mas antes da marca chegar no seu auge, Sophia chegou a roubar e catar coisas dos lixos, até começar a vender roupas vintages no eBay e conseguir sucesso posteriormente. Inspirado um pouco na história dela, temos o livro "Girlboss" que traz, além da jornada de vida da Sophia, assuntos de superação e como a ideia de ser bem-sucedido têm mais a ver no "acreditar nos seus instintos e seguir sua intuição". Girlboss é um livro incrível e inspirador, que chama as mulheres para acreditar mais nelas mesmas e a lutarem pelos seus sonhos, mesmo que todos ao redor não acreditem.


Chimamanda Ngozi Adichie

Fechando com chave de ouro, acabei conhecendo Chimamanda sem querer ao saber que ela é dona de uma das frases que eu mais sigo como inspiração que é uma frase retirada da sua palestra feminista no TED chamada "Todos nós deeríamos ser feministas" e esse discurso foi usado pela Beyoncé na música "Flawless". Chimamanda fez essa palestra que eu vou deixar o link AQUI para vocês assistirem. São 30 minutos de palestra que eu tenho a absoluta certeza de que vai fazer a diferença na sua vida.



Share on Google Plus

About Alexsandra Ferreira

Alexsandra tem 20 anos, virginiana e universitária, que ama filmes, música e compras, além de desenhar nas horas vagas e cantar (tentar). Quer fazer Ciências Contábeis após a Pós-Graduação e quem sabe, vários cursos voltados para web design, que tem tudo a ver (haha sqn). Sonha conhecer o mundo todo (seja pelos livros ou não), mas parte dele também vale.

0 comentários:

Postar um comentário