A Guerra Que Salvou a Minha Vida - Kimberly Brubaker Bradley (Resenha + Sorteio)


Por mais que eu goste bastante de pesquisar  e ler coisas relacionadas às Guerras Mundiais, eu meio que sempre tentei fugir de livros e filmes que contassem as histórias dessas Guerras que fossem contadas pelo ponto de vista de uma criança. Porque lembrar que crianças viveram (e vivem) naquelas condições é algo que sempre me deixa meio mal. Ou seja, passei longe de livros como “O Diário de Anne Frank”, “O Menino do Pijama Listrado”, “A Menina que Roubava Livros” e etc. Até que Darkside Books me enviou um lindo press kit de “A Guerra que Salvou Minha Vida” e quando me toquei que estava lendo um livro sobre o tema que eu sempre tentei fugir, já era tarde demais, estava encantado pela história e não poderia de jeito nenhum abandoná-lo.

“A Guerra que Salvou a Minha Vida” se passa na Inglaterra durante a Segunda Guerra Mundial e vai nos contar a história da pequena Ada Smith, uma garotinha de dez anos que, devido ao seu pé torto ,não tem permissão de sair de casa, para não envergonhar sua abusiva mãe que a humilha sempre que pode e por conta disso o único contato que teve com o mundo foi a partir da janela do seu humilde apartamento onde ela podia ver a travessa onde morava e algumas poucas informações que seu irmão mais novo, Jamie, contava para ela. Ada viveu trancafiada, humilhada, abusada constantemente pela sua mãe que a faz acreditar que ela era inútil, incapaz e uma vergonha que ninguém ia querer ter por perto.
Até que certo dia, Jamie chega em casa e diz que as crianças estão indo embora de Londres por conta da guerra que está se aproximando, Ada pergunta a sua mãe se ela e Jamie iriam também e sem pestanejar a mãe responde que Jamie iria, mas Ada ficaria, já que ninguém iria querer “gente feito ela”. Ada não suportaria ficar longe do seu irmão, sua única felicidade, então na véspera da partida, mesmo sem autorização, ela parte junto do seu irmão.


Pela primeira vez em contato com o mundo externo, Ada fica maravilhada com a imensidão do mundo, durante a viagem viu coisas que ela nem consegue nomear, como a grama, e ficou encantada, mas ao mesmo tempo com medo do que o futuro iria reservar a ela e ao seu irmão. Ao chegar ao seu destino, como estavam sujos, magros e doentes, ninguém queria ficar com os dois e eles acabam indo para a casa da ranzinza e solitária Sra. Smith, uma jovem senhora que vivia afastada de todos da cidade e que deixou bem claro que não os queria ali. Porém, mesmo não querendo a primeiro momento, a Sra. Smith, faz o melhor para cuidar deles e aos poucos os três começam uma linda relação;

Kimberly Brubaker Bradley escreveu uma história tocante, sensível, bonita e por mais que trate de temas tão pesados como a guerra, abuso psicológico e maus tratos, também é uma história leve, a narrativa feita em primeira pessoa por Ada tem um misto de ingenuidade e melancolia que faz com que nós leitores tenhamos vontade de abraçá-la em vários momento.

O mais interessante é que embora a Segunda Guerra Mundial esteja sempre permeando toda a história e em determinado momento ela até recebe uma importância maior, mas a principal guerra que Ada enfrenta é com ela mesma. Por viver anos sendo humilhada pela mãe que a fez acreditar que ela era inútil, qualquer pessoa que tentasse se aproximar ou demonstrasse um pouco mais de carinho, ela já se sentia apreensiva, achando que não merecia aquele tipo de tratamento. Mas, ao mesmo tempo Ada tem uma força enorme, ela não desistiu em momento nenhum, lutou muito para conseguir alcançar seus objetivos e provou que seu pé está muito longe do seu cérebro.

Como era de se esperar da Darkside Books do livro está a coisa mais linda do mundo. A capa dura conta com uma linda ilustração de Ada,  as páginas são amareladas e tanto no início, quanto no final do livro há algumas imagens da Segunda Guerra Mundial e uma página de jornal daquela época falando sobre as crianças que deixaram Londres.

“A Guerra Que Salvou a Minha Vida” possui, dentro de suas páginas, uma história linda sobre superação, que nos mostra que mesmo que o mundo muitas vezes seja um lugar cruel, o amor e amizade podem fazê-lo se tornar um pouco melhor.


SORTEIO

Devido ao enorme sucesso que o livro vem fazendo, a Darkside Books nos concedeu mais um exemplar para sorteio \o/
Para participar é só seguir essas regras

1- Curtir a página do {Des}Construindo o Verbo no Facebook
2- Curtir a página da Darkside Books no Facebook
3- Compartilhar em modo público a imagem de divulgação do sorteio
a Rafflecopter giveaway



As inscrições vão de hoje dia 11 de abril e vão até o dia 23 de abril (domingo). O livro será enviado ao ganhador pela Darkside Books.

Boa Sorte!!!!


Share on Google Plus

About Erick Sant Ana

22 anos, também conhecido como o terror das Coca-Colas alheias, hiperativo e desatento é mestre na arte de esbarrar derrubar e quebrar coisas. Leitor compulsivo e portador da doença "não dormi direito, pois estava assistindo séries". A frase que você mais vai ouvi-lo dizer é "To com fome" e tem o péssimo hábito de falar de si mesmo na 3ª pessoa.

33 comentários:

  1. Acredita que ainda não li nada da Dark Sides?
    Mas acho as capas incriveis e essa edição de "A guerra que salvou a minha vida " esta muito linda.
    Essa não é a primeira resenha que leio desse livro e vejo que as impressões causadas em você são bem parecidas com a da autora da outra resenha.

    O enredo é interessante e o mais inportante parece que a autora soube conduzir a historia .

    Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficamos felizes com seu comentário! O livro é realmente incrível e merece estar em todas as estantes, hehe! Beijocas <3

      Excluir
  2. Tenho lido varias resenhas positivas sobre o livro e depois da sua, a minha curiosidade aumentou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esperamos que você possa ler logo, haha! Vai adorar <3

      Excluir
  3. Sou simplesmente apaixonada por histórias que envolvem a guerra. Estou super curiosa para ler o livro e descobrir mais uma visão infantil sobre o mundo. Li " A menina que roubava livros" e me emocionei do começo ao fim, um livro rico de simplicidade, assim como as crianças.
    O que me chamou atenção na resenha é que não é apenas o fato de a personagem viver em meio a guerra, mas como se ela enfrentasse sua guerra particular em meio a dificuldades com a sua mãe. Ansiosíssima para ler este livro! <3

    ResponderExcluir
  4. Estou super curiosa com esse livro! Além de abordar um tema que gosto muito, a história me parece muito emocionante! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bota emoção, Carine! Esperamos que goste tanto quanto gostamos ^^

      Excluir
  5. Olha só que história maravilhosa é essa a do livro. Apesar da temática de fundo ser a SGM, inúmeros livros já terem abordado o drama dos sobreviventes, creio que em nada tira a originalidade da história. Um menino deficiente em um mundo insano.

    Demais! Adorei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, ficamos felizes com seu comentário! :D

      Excluir
  6. Eu tô pra recebe esse livro há muito tempooo! A Darkside me mandou e nada dos Correios entregar :( Eu tenho um certo receio com narrações de crianças, elas tendem a diminuir a importância do que se passa ao redor com um tom de inocência a mais do que o necessário (por isso que me decepcionei absurdamente com O Menino do Pijama Listrado). Já vi tantos comentários positivos sobre A guerra que fiquei mega instigado a ler. Só esperar essa saga dos Correios acabar né? haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esperamos que essa saga acabe logo, haha! E quando você ler conta pra gente o que achou, tá bom? :D

      Excluir
  7. Eu quero ler esse livro! mas nunca consigo, espero em breve lê-lo. Quanto a sua resenha, adorei. Gostei muito de ver a sua opinião.

    ResponderExcluir
  8. Adoro histórias que se passem em alguma Guerra e quando falam da Segunda Guerra mundial tem todo um apelo a mais. Gosto muito de livros assim. Achei interessante que essa seja da visão de uma criança porque é ruim imaginar que crianças viveram naquela época, passaram por tudo aquilo, mas é importante a gente ter essa ideia de como era. Como foi para muitas delas.
    E o livro parece ser lindo, mesmo com um tema tão pesado. Acho que essa relação com a Sra. Smith. mostrou todo um lado mais sensível para a história dessas crianças. É legal imaginar que ela pôde fazer tanto por elas, dar o amor de que precisavam e ajudá-las a crescer, a ver o mundo de uma nova forma. Parece bem bonito por isso.
    Adoraria conhecer essa história também ^^

    ResponderExcluir
  9. Amo qualquer assunto envolvendo a Segunda Guerra Mundial e seus dramas e sinto que a Darkside apostou em cheio em publicar um livro sobre o assunto e com um projeto gráfico maravilhoso. Quero muito ler

    ResponderExcluir
  10. Oi,
    Não conhecia o livro e fiquei com muita vontade de ler.
    Diferente de você, eu gosto muito de ler livros como “O Diário de Anne Frank”, “O Menino do Pijama Listrado” e “A Menina que Roubava Livros”. Já li os três, e com certeza A Guerra que Salvou a Minha Vida entrará para essa lista.
    Gostei muito da sua resenha.
    Abrçs

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Apesar de muito triste e cruel, este tema e um dos quais eu gosto muito de ler. O diário de Anne Frank é muito emocionante . E este livro está em minha lista para ler nos próximos dias. Amei a sua resenha e vou tentar participar do sorteio.
    Beijos
    Cássia Pires

    ResponderExcluir
  12. Achei essa capa tão linda e delicada. Desde que foi lançado estou louca para ler o livro. Adoro livros que tem como tema guerras e tudo mais, sempre são tristes.

    ResponderExcluir
  13. Amarei! Que história linda, ja tinha visto a capa mas não pesquisei mto sobre. Eu Li todos os livros que vc falou menos o diário. Acho que deveria ler ;) bjos

    ResponderExcluir
  14. Tô doida pra ler esse livro, e já to participando da resenha. beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom saber que você está participando! Vamos colocar o(a) vencedor(a) agora lá na fan page do blog <3

      Boa sorte!! ^^

      Excluir
  15. Amo livros que abordam o tema, estou doida para conferir esse!

    ResponderExcluir
  16. Olá.
    Livros que retratam a Guerra estão entre os meus prediletos. Sua resenha está bem cativante e - estava evitando adicionar livros a lista - vou adicionar a lista de desejados. Imagino ser minha primeira visita ao blog se me recordo bem, virei mais vezes. Grande abraço!

    ResponderExcluir
  17. Oie! Tudo bem?

    Acompanhei o lançamento desse livro, mas é a primeira resenha que leio sobre ele, e se já antes de conhecer mais a fundo o livro eu o desejava, agora depois da sua resenha quero ele mais ainda! É o tipo de livro que amo realizar a leitura, sempre nos traz grandes mensagens! Com certeza já entrou na minha lista!

    Bjss

    ResponderExcluir
  18. Oi Erica,

    Assim como você sempre fujo de livros com essa temática, mas confesso que tenho grande curiosidade em ler todos esses livros.
    Não conhecia esse que você citou, mas me pareceu fantástico também, nunca vi alguém ler livro desse temática e não gostar.
    Vou colocar na minha lista e criar coragem pra ler rs ...

    ResponderExcluir
  19. Nunca li um livro assim, dessa temática e fiquei bem motivada agora a ler, esse parece otimo e tem a capa tao linda! 😍

    Boa oportunidade pra mim o sorteio hahahah vou agora mesmo participar.

    Adorei o blog
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Toda a resenha que leio sobre esse livro,me da mais vontade ainda de lê-lo. Apesar de ter a certeza que eu vou ler com um aperto no coração com as coisas que a Ada passa que nenhuma criança deveria passar,tenho quase certeza que vou chorar muito mas mesmo assim já entrou pra lista dos desejados! Além da edição está maravilhosa,o que já era de se esperar vindo da Darkside.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  21. Oi tudo bem??

    Amo os livros da dark, são perfeitos né??
    Estou esperando meu exemplar deste livro chegar e louca pra ler, ao contrario de vc, amo relatos de infantis, acho que deixa a história menos dolorosa.
    Adorei sua resenha.
    Louca pra ler.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Estou muito curiosa com a leitura deste livro! Pena que cheguei tarde demais para participar do sorteio. Adorei sua resenha, me deixou ainda mais empolgada. Parece ser uma história muito emocionante!

    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Estou louca para ler esse livro desde o lançamento.
    Apesar de não ler muitos livros situados na guerra fria esse chamou a minha atenção pela narradora ser diferente dos livros normais.
    Pena que perdi o sorteio rsrsrs

    ResponderExcluir