Livros para ler em inglês



Uma coisa que eu tenho gostado bastante de fazer e que, de quebra, tem me ajudado a estudar é ler em inglês. Por isso, resolvi fazer esse post porque acredito que muitos de vocês também devem estar estudando (seja sozinho ou por uma escola) algum idioma. No caso desse post, vou indicar para vocês alguns livros que eu já li e outros que me indicaram, ou porque a leitura é simples e fácil ou também por ser muito conhecida e provavelmente já lido em português.


Eleanor and Park (pt: Eleanor e Park) by Rainbow Rowell


Já fiz a resenha completinha do livro aqui no blog (o link é esse aqui caso queira ler) e eu o li em inglês. O livro é bem fácil de entender e têm várias referências legais dos anos 80. É uma história cativante e tenho certeza que você vai gostar, em português e em inglês.

"Eleanor é a nova garota na cidade, e ela nunca se sentiu mais sozinha. Todas as roupas estranhas, cabelo ruivo caótico e uma vida familiar cheia de problemas, ela não poderia ficar mais de fora nem se tentasse. Então ela senta no ônibus ao lado de Park. Calmo, cuidadoso e, aos olhos de Eleanor, impossivelmente legal, Park acredita que ficar fora do caminho é o melhor jeito de sobreviver ao colegial. Devagar e instantaneamente, através das conversas tarde da noite e uma grande pilha de fitas, Eleanor e Park se apaixonam. Eles se apaixonam do jeito que sempre é a primeira vez, quando se tem 16 anos, e não há nada e tudo a perder. Ambientado no ano escolar de 1986, Eleanor e Park é chocante, engraçado, triste e verdadeiro, uma viagem nostálgica para quem nunca esqueceu seu primeiro amor."



All the Bright Places (pt: Por Lugares Incríveis) by Jennifer Niven

Um dos meus livros favoritos da vida e vou indicá-lo e defendê-lo sempre, haha! Mas nem foi por isso que eu indiquei (tá, talvez um pouco sim) porque All The Bright Places é um livro lindo, de uma leitura simples e envolvente, que te prende muito. O nível de inglês dele é relativamente fácil, porque têm algumas palavrinhas que você vai acabar pesquisando, mas isso não atrapalha em nada. A história é brilhante e, mesmo lendo primeiro em português, estou animada para continuar a reler a versão em inglês.

"Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família. Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los."

Foto: abookishowl


Love Letters to the Dead (pt: Cartas de Amor aos Mortos) by Ava Dellaira

Esse livro foi uma surpresa muito boa para mim. Estou lendo a versão dele em inglês agora e estou encantada. O livro é um prato cheio de expressões, de vocabulário como um todo, e é um livro cativante. Mesmo tendo lido a versão em português antes (o que facilitou um pouco) acredito que seja um livro bem fácil de entender, idiomaticamente falando, e a história dele é fantástica. Vale muito a pena <3

"Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho."



The Statistical Probability Of  Love At First Sigh (pt: A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista) by Jennifer E. Smith

Fechando com chave de ouro, trago o livro que me inspirou a ler mais em inglês, isso porque A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista está na minha listinha de livros favoritos também, mas é um livro que eu vou provavelmente ler sempre, repetitivamente, sem me cansar. É assim que eu me senti lendo em português e espero que seja assim quando eu reler em inglês (e sei que vai). Quando eu li o post da Melina do Serendipity falando do livro, eu quase pirei. Então, com tanta gente falando bem de todas as edições (e eu amo essa capa hardcover!!!) eu estou maluca querendo ler em inglês, porque a história é linda e surpreendente, assim como todos os outros livros da Jennifer E. Smith <3

"Com uma certa atmosfera de Um dia, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia"



Se vocês já leram esses livros (em português ou inglês) deixem aqui nos comentários o que acharam e se vocês têm alguma indicação também. Os livros que eu ainda não li mas que foram fortemente indicados, podem ser resenhados para vocês aqui no blog, como uma resenha meio comparativa, vocês que sabem. Deixem suas dicas aqui que eu vou amar ler todinhos!
Beijocas!!!

Share on Google Plus

About Alexsandra Ferreira

Alexsandra tem 20 anos, virginiana e universitária, que ama filmes, música e compras, além de desenhar nas horas vagas e cantar (tentar). Quer fazer Ciências Contábeis após a Pós-Graduação e quem sabe, vários cursos voltados para web design, que tem tudo a ver (haha sqn). Sonha conhecer o mundo todo (seja pelos livros ou não), mas parte dele também vale.

0 comentários:

Postar um comentário